A qualidade não é negociável. Mas os custos podem ser insustentáveis se você detectar defeitos tarde demais no jogo.

Você não pode mais permitir qualidade a qualquer custo

Qualquer fabricante que detectou um problema de qualidade na fase final de teste, sabe muito bem até que ponto os gerentes de programação e de fluxo de valor farão para corrigir a situação. Eles não podem entregar produtos abaixo do padrão. Então, eles se esforçam para fazer o retrabalho e vão atrás de tudo que for preciso para cumprir seus compromissos de entrega. Isso estressa todo o sistema, levando a retrabalho, sucata, horas extras, remessa acelerada e embaralhamento de outros pedidos na produção.

No final, a qualidade está onde precisa estar e o cliente fica satisfeito. Mas os custos aumentam rapidamente, causando sérios danos à lucratividade.

No ambiente operacional de hoje, com a atenuação da Covid-19, inflação e interrupções na cadeia de abastecimento, colocam extrema pressão sobre as margens já apertadas, as empresas precisam de uma maneira mais acessível de lançar produtos de qualidade.

Uma abordagem Lean aumenta o desempenho da primeira passagem e protege seus resultados financeiros.

Os principais fabricantes estão descobrindo que precisam se comprometer novamente com o Lean como uma forma de reduzir seus custos controláveis de qualidade. Embora o Lean não seja um conceito novo e a maioria dos fabricantes já tenha algumas práticas Lean em vigor, agora é o momento ideal para ver onde ou de que outra forma você pode implementar o Lean. Ao incorporar a disciplina Lean em cada fase de seus processos, você pode se tornar mais proativo na obtenção de qualidade e reduzir significativamente seus custos no processo.

Existem quatro chaves para uma abordagem enxuta de qualidade:

1. Reforce o Lean em seus processos de produção

Cada organização de manufatura está em um lugar diferente em sua jornada Lean. Dependendo do seu nível de maturidade, você pode estar em posição de adotar grandes mudanças de processo, como fluxo de peça única ou manufatura celular com equipes multifuncionais. Esses tipos de mudanças podem ser a porta de entrada para uma maior eficiência, menos desperdício e maior qualidade, detectando erros muito mais rápido e em menos produtos do que os processos de produção em lote.

Trabalhamos com uma empresa que originalmente alegou que seus processos eram complexos demais para a manufatura celular. No entanto, quando a empresa finalmente fez a transição, viu o estoque em processo (em inglês WIP – work-in-process) cair de níveis extremamente altos para praticamente inexistente.

Mas, se essas mudanças dramáticas realmente não forem uma opção agora, você ainda pode perceber um impacto significativo de pequenas melhorias no processo Lean. Os eventos Kaizen são uma ótima maneira de fazer isso. Os eventos reúnem todos os operadores, gerentes e proprietários de um processo para solucionar os problemas e, coletivamente, apresentar melhorias que se podem implementar rapidamente. Esses eventos também podem ser uma ótima maneira de reorientar e reforçar quaisquer processos Lean que tenham ficado no esquecimento como resultado da resposta de sua empresa a Covid-19.

2. Certifique-se de que seu pessoal seja o mais produtivo e responsável possível

Com os problemas de escassez de talentos na manufatura exacerbados pela crise da Covid-19, é mais importante do que nunca garantir que as pessoas que você tem no local sejam eficientes. Técnicas Lean como o trabalho padrão do líder, gestão para melhoria diária, análise da causa raiz e as contramedidas, são a chave para a criação de disciplina no ponto de impacto e obter a maior contribuição de cada colaborador da linha.

Esse tipo de ambiente Lean também estabelece a base perfeita para criar uma propriedade da qualidade nas linhas de frente. Esses programas são essenciais para evitar que os defeitos sejam omitidos, onde são mais desafiadores e muito mais caros de resolver.

3. Incorporar o Lean na engenharia e no desenvolvimento de produtos.

Muitas vezes encontramos problemas na capacidade e consistência no processo - ou uma incapacidade de produzir produtos de forma consistente que atendam às especificações - em empresas que lutam para implementar o Lean. Por outro lado, as empresas que adotam uma abordagem Lean para a engenharia são muito mais bem-sucedidas na prevenção proativa de problemas durante o processo de fabricação. A engenharia Lean gera manufatura Lean e as vantagens se acumulam ao longo do caminho.

Vimos isso acontecer em uma empresa onde a produção estava essencialmente tentando produzir qualidade seis sigma a partir de desenhos três sigma, e as máquinas não eram capazes de seguir as instruções de trabalho de forma consistente e atender às tolerâncias extremamente restritas ditadas pela engenharia. Os operadores produziam regularmente peças que não correspondiam aos desenhos e passavam-nas adiante de qualquer maneira, com a mentalidade de que a qualidade é tarefa do inspetor. No entanto, quando uma iniciativa de responsabilidade de propriedade do operador foi colocada em prática, e os operadores começaram a ser demitidos por passarem conscientemente peças defeituosas, o número de rejeições repassadas à montagem diminuiu conforme o esperado. Porém, os rejeitos internos dispararam.

Por fim, a engenharia concordou em voltar e alterar os desenhos para incluir dimensões que poderiam ser alcançadas de forma consistente pelo processo e ainda atender aos requisitos de qualidade. Ao empurrar a responsabilidade pela qualidade para as fases iniciais de seu processo, a empresa melhorou drasticamente o rendimento da primeira passagem e reduziu a necessidade posterior de correção de curso e lutar contra o inesperado de uma forma cara.

4. Considere o Lean 4.0.

Alguns fabricantes já capturaram a maior parte de sua oportunidade de melhoria superficial de desempenho e otimização da qualidade. Para essas empresas, o Lean 4.0 representa a próxima fronteira. De acordo com a definição da TBM, Lean 4.0 inclui 100% de institucionalização do Lean em toda a empresa e em seguida, aprofundar os dados da IIoT. Ao casar as práticas Lean com a indústria 4.0 e adotar tecnologias avançadas, as empresas podem compreender e abordar áreas anteriormente inexploradas de oportunidade de melhoria em seus processos de negócios.

Mesmo os fabricantes que ainda têm muito trabalho Lean tradicional para fazer precisam ter o Lean 4.0 em seus radares. As percepções de que você precisa para eliminar defeitos e otimizar totalmente a qualidade geralmente estão nos dados da máquina. Ao emparelhar IIoT com automação e tecnologias avançadas - como trabalho digital padrão, soluções de trabalho conectado, robótica e robôs colaborativos - você pode reduzir quaisquer variações persistentes nos resultados de qualidade.

Renove seu compromisso com o Lean hoje.

Muitos custos estão fora do controle direto dos fabricantes. O custo da qualidade não precisa ser um deles. Uma maior maturidade Lean continua sendo a melhor resposta para equilibrar a balança e combater as pressões por margens sob as quais você está agora. Quanto mais proativo você for na adoção dos princípios Lean, mais bem posicionado você estará para entregar de maneira econômica a qualidade que seus clientes esperam.