Neste exato momento temos muita publicidade em torno da Industria 4.0, da Industria da Internet das Coisas (IoT) e da inteligência artificial (AI). Há um sentimento entre muitos executivos de que eles devem adotar rapidamente o que há de mais recente em tecnologia digital e análises, ou correr o risco de ficar na poeira de seus concorrentes.

Vamos enfrentá-lo, pois nenhuma empresa pode se dar ao luxo de ficar para trás nesta curva da era da digitalização. No entanto, embora haja valor em ser um dos primeiros a adotar, apressando-se para a digitalização ou automação completa, não levando em conta o valor (ROI) ou o alinhamento com os princípios orientadores da sua organização, isso não é recomendável.

Uma maneira de obter alguma perspectiva sobre a situação é lembrar que, para a maioria das empresas, a tecnologia avançada deve ser um meio para um fim e não o fim em si. Em outras palavras, invista apenas em soluções que possam gerar valor real para seu negócio, ou resolver um desafio central do seu negócio, ou ainda melhorar a maneira como você atende os clientes existentes ou para alcançar novos.

Isso pode torná-lo mais rápido ou mais ágil?

Na TBM, nossa filosofia sempre foi de que o sucesso na manufatura depende da velocidade: quanto mais curtos os tempos de processamento, mais flexibilidade e agilidade a empresa tem para responder melhor às novas oportunidades e às necessidades dos clientes. Se a tecnologia avançada puder aumentar a eficiência, agilizar as operações ou ajudar você na tomada de decisões mais rapidamente, provavelmente é digno de consideração.

No entanto, se apenas adicionar mais recursos ou dados que a organização não precisa para otimizar o modo como os negócios são feitos, é provável que não forneça o ROI esperado.
Embora acreditemos que velocidade e agilidade devem ser os objetivos finais das empresas e seus investimentos em tecnologia, há três princípios que sugerimos usar para avaliar o valor de uma nova tecnologia. Manter esses princípios em mente pode ajudar você a criar um roteiro de tecnologia que possa levar o seu negócio aonde você desejar para ser mais rápido:

1.  As pessoas são ativos que se apreciam. Investimentos em tecnologia são sem dúvida necessários nos negócios de hoje. Mas a realidade mostra que, o que é revolucionário agora, mais cedo ou mais tarde, precisará ser substituído ou atualizado. Por outro lado, os investimentos em pessoas costumam ter um ROI de longo prazo. Ao considerar quais tecnologias são as melhores para o seu negócio (como análises, inteligência artificial ou aprendizado em robótica...) lembre-se de manter a função das pessoas em mente.  

Mesmo em uma fábrica totalmente robotizada, alguém precisa ser responsável para cuidar de ativos e processos. Esse alguém deve ter conhecimento histórico e em primeira mão dos processos e equipamentos, a fim de validar que a tecnologia está, de fato, melhorando a maneira como o trabalho é feito. Em outras palavras, você sempre terá a necessidade de pessoas operacionais qualificadas que possam "ir e ver" como as novas tecnologias estão se manifestando no chão de fábrica. Essas pessoas devem trabalhar de mãos dadas com os especialistas de dados (TI). Seu conhecimento histórico ajuda a promover um contexto completo em torno de análises e premissas geradas por tecnologias, garantindo, em última análise, que as soluções funcionem nos pontos de impacto conforme pretendido. 

É possível que as funções de seu pessoal operacional precisem ser redefinidas e, em alguns casos, que as pessoas precisem de requalificação para trabalhar em ambientes de alta tecnologia. Essas devem ser considerações importantes à medida que você explora onde investir seu dinheiro em tecnologia.

2.  Criatividade antes do capital. A solução de problemas sempre foi um calcanhar de Aquiles para as empresas, e a tecnologia avançada provavelmente não resolverá isso. As empresas precisam de pensadores criativos que possam criar estratégias sobre como superar os obstáculos e quais processos serão necessários para tornar a organização mais capacitada em dar respostas. São as pessoas que precisam conectar os pontos entre a história que os dados estão mostrando com o que realmente está acontecendo no chão de fábrica, e são as pessoas que devem projetar e implementar as soluções certas como resposta. Esse pensamento inovador pode ser a base para a adição de tecnologias que permitam que as pessoas melhorem continuamente os processos e resolvam os problemas de maneira melhor, mais rápido e mais eficiente.

3.  Uma tendência para ação. Investir em novas tecnologias é uma maneira de agir, mas a implementação de soluções inovadoras de automação é frequentemente uma tarefa importante que requer tempo e recursos significativos. Do nosso ponto de vista, dar passos menores em etapas mais curtas costuma ser a melhor maneira de atingir o objetivo final. Em algumas situações as empresas podem usar tecnologias existentes e já estabelecidas para testar, medir impacto, avaliar o que funciona e construir iterativamente soluções a partir daí. Leia este artigo sobre “a phased approach to digital transformation” (uma abordagem gradual para a transformação digital) para maior entendimento.

Mudanças tecnológicas. Princípios fundamentais perduram.

Na época em que vivemos, sempre haverá tecnologias novas e emergentes que prometem transformar a maneira como você faz negócios. E pode ser tentador se envolver com a adrenalina e emoção do que vem a seguir. Para permanecer com os pés no chão, confie nos princípios que permanecem constantes em seus negócios - pessoas, criatividade e ação. Use-os como um indicador para fazer investimentos tecnológicos mais inteligentes e construir a plataforma de tecnologia que apoie seus objetivos estratégicos. Fazendo assim, você terá mais chances de obter o retorno desejado e poderá posicionar sua empresa para uma velocidade de processamento ainda maior.